11 de abril de 2011

#4 - Letter to your sibling

No desafio das fotografias escrevi um texto juntamente com a fotografia para a minha afilhada e vou mantê-lo aqui pois aquelas pequenas palavras dizem tudo

"Bem, Maria Carolina, Afilhada. 
É verdade que sendo um membro da familia podia escolher a mãe, o pai, a avó ou o avô mas escolhi-te a ti. Pelo simples motivo que és como uma irmã para mim, a irmã que nunca tive. Podes ser muito pestinha às vezes mas és única. Asério princesa, nunca conheci ninguém assim. Estamos juntas poucas vezes sim, mas não é isso que impede a nossa relação de se tornar mais forte. Todos os beijinhos, todos os abraços, todos os "amo-te madrinha" são tão importantes, tão especiais e valem ainda mais por apenas teres 8 anos e por eu ter a certeza que tudo o que dizes é com a maior das sinceridades. É isto que vos distingue, a vocês crianças. dos adultos, a capacidade para dizer "gosto" , "não gosto" e não se importarem com o que os outros pensam, dizem porque é a verdade e porque têm uma necessidade enorme de dizer o que pensam e isso é fenomenal. Podes ainda ser novinha, podemos ter 8 anos de diferença mas nada disso importa. E acredita que nunca te vou deixar e que daqui a uns aninhos vou ser a tua segunda mãe, vamos divertirmo-nos muito juntas e vou levar-te no meu carrinho para onde quiseres e vens comigo para bares e festivais, vamos passar férias juntas, enfim, planos, muitos planos. Podem faltar ainda uns 6 anitos para isto tudo acontecer mas tenho a certeza que vai acontecer e que ainda vamos ser muito felizes juntas porque é verdadeiro, tudo entre nós é do mais sincero possivel. És daquelas a quem posso dizer que conheço desde nascença, literalmente.
Enfim, és linda afilhada e eu amo-te muito"

Um comentário:

• cláυdiaӘomes. disse...

lindo *
quando tiveres oportunidade, passas por cá.